sexta-feira, agosto 07, 2009

Leitura obrigatória...

O melhor jogador de futebol de todos os tempos dá uma entrevista de fundo ao Diário Económico e manifesta apoio a José Sócrates. É para ler e... aprender!

4 comentários:

O Amigo Zé disse...

Isto soa a publicidade enganosa!
Fico contente com o apoio do Luís Figo ao Sócrates, mas... daí a chamá-lo de «melhor jogador de futebol de todos os tempos»..., ó meu amigo, vou ali e volto já.
Assim não acredito mais neste blogue.
jac

Noélia disse...

Caro JG,

É para ler e ponto final. Quanto ao aprender tenho as minhas dúvidas que se aprenda com artigos de opinião.

Opiniões!... e cada um com a sua!

Apesar de gostar muito do Luís Figo e de admirar a sua postura na vida pessoal e profissional.

Noélia

Albuquerque de Lima disse...

Não sei quem é este amigo zé (JAC?), mas parece-se ser um benfiquista ressabiado pelo facto do tal (d)eusébio nunca ter ganho a bola de ouro. Mesmo no desporto, temos que ser desapaixonados e perceber que Luís Figo foi um senhor do futebol, aqui e além-fronteiras.

Ainda hoje, mostra que está em sintonia com a realidade portuguesa e faz a opção mais correcta. Infelizmente para a saúde da nossa Democracia, no dia 27 de Setembro só há uma alternativa!

Senhora Noélia, parece-me que já tem idade para saber que aprende-se sempre mais alguma coisa. Nunca ouviu falar das Novas Oportunidades? Esta entrevista de Luís Figo, mostra-nos um homem sábio e tranquilo!

Noélia disse...

Caro Senhor,

De facto tenho idade para saber que se aprende sempre qualquer coisa, hoje por exemplo já aprendi muito: como por exemplo que devemos seguir sempre o que nos dizem os homens "sabios e tranquilos" (palavras suas) e que no dia 27 de Setembro só há uma alternativa e aqui não poderia estar mais de acordo! De facto para cada eleitor, só haverá uma alternativa, aquela que ele escolher para colocar o seu "X", era a essa alternativa que se referia, certo?

Mas informo-o, ainda, que também já tenho idade para ter bom senso e sentido de responsabilidade e sei que opiniões são opiniões, e factos são factos!...

Transcrevo a seguir uma opinião diferente, para que o Senhor me diga a seguir que factos concretos indicam que devo seguir a opinião do Figo, se devo seguir a outra opinião.

Passemos, então, à transcrição da opinião:

"Sócrates contribui para a Má Imagem de Portugal; o País não pode continuar refém das telenovelas do Primeiro-Ministro

O MMS está muito preocupado com o modo como os escândalos à volta do Primeiro-Ministro afectam a imagem internacional de Portugal e considera que as explicações dadas estão longe de ser esclarecedoras. A falta de rigor no cumprimento do horário dacomunicação ontem realizada é apenas mais um sinal de falta de profissionalismo, rigor e respeito pelos outros. Não estávamos à espera da existência de familiares de José Sócrates a confirmar o envolvimento do actual Primeiro-Ministro nos crimes sobre os quais o caso Freeport está sob suspeita.
Se as informações fornecidas pela comunicação social são difamatórias seria para nós imprescindível ver o actual Primeiro-Ministro a processar, de forma veemente e com todos os instrumentos juridicamente disponíveis, os órgãos de comunicação social respectivos.
Os esclarecimentos que necessitávamos não foram fornecidos.

Para o MMS está apenas em causa a imagem do país e não tanto o combate de sobrevivência política que o primeiroministro parece querer a todo o custo travar.

É, infelizmente, a segunda vez que assistimos a explicações fornecidas pelo actual Primeiro-Ministro sobre temas muito graves, de carácter e actuação no seu passado. Essas explicações são, para nós, de carácter muito mais emocional que de factos; não são suficientemente rigorosas nem esclarecedoras. Para nós, é como se nada de facto relevante tivesse sido dito.

Estávamos à espera de ver esclarecidas pelo actual primeiro-ministro as relações entre o envolvimento de familiares directos e a já demonstrada aceleração que o processo sofreu quando era o ministro responsável. Este governo tem contribuído para a fragilidade da economia e da sociedade portuguesa e, por ausência de explicações credíveis e objectivas, o actual Primeiro-Ministro contribui para a indesejável degradação da imagem de Portugal no mundo. Portugal não pode estar refém dos problemas do Primeiro-Ministro. O país é demasiado importante. Chegou a hora de trabalhar para a salvação do país. O MMS representa aqueles que trabalham e não estão dispostos à telenovela socrática."

Comissão política do MMS 30 de Janeiro 2009
http://www.mudarportugal.pt

Siga a opinião que quiser, porque eu farei o mesmo. Sabe é que também já tenho idade para saber o que quero!

Cumprimentos,
Noélia