segunda-feira, fevereiro 04, 2008

Tomorrow is... tuesday, SUPER TUESDAY!



O vocalista dos Black Eyed Peas, Will.i.am, convocou um grupo de amigos, entre os quais Scarlet Johansson, Nicole (Pussycat Dolls) e Kareem-Abdul Jabbar (ex-basquetebolista) para apoiar o candidato democrata Barack Obama...

Amanhã, pode ser um dia decisivo para escolher o próximo Presidente dos Estados Unidos da América. Provavelmente, um candidato democrata. Seja Hillary ou Obama, vai ser, certamente, um dia histórico!

3 comentários:

Augusta Fernandes disse...

Está sublime. Eles são a voz da NOSSA esperança!

OBSERVADOR disse...

AS ELEIÇÕES AMERICANAS

por Mário Soares, in DN, 2008.02.05

1 . Escrevo na super terça-feira, 5 de Fevereiro, quando ainda não se conhecem, em Portugal, os resultados das eleições primárias em 22 estados dos Estados Unidos. Do lado democrata, o duelo trava-se entre Barack Obama e Hillary Clinton e, do lado republicano, parece não haver duelo mas consagração do veterano do Vietname, John McCain, conservador mas não neo-con.

Claro que estas eleições não são ainda concludentes. Mas representam uma indicação muito significativa das intenções do eleitorado.

Pelo meu lado os leitores sabem que, se fosse americano, votaria em Barack Obama, sem hesitações. Não por ser negro, embora isso conte como sinal de mudança, inimaginável há poucos anos, mas por ser um político aberto, progressista, lúcido, coerente e disposto a mudar profundamente tanto a política interna como a externa dos Estados Unidos. No sentido da paz, do diálogo social e internacional, do respeito pelos Direitos Humanos e pelas Nações Unidas, da defesa do ambiente e da solidariedade internacional. É certo que Hillary partilha de alguns destes mesmos objectivos. O que é em si mesmo uma boa coisa. Mas não de uma forma tão coerente e firme. Por outro lado, não deixará de ser sensível a certos grandes interesses económicos tradicionais, a que Clinton esteve ligado, o que a obrigaria, se fosse eleita, a algumas concessões e transigências, que tenderão a atrasar a grande mudança necessária. Por isso prefiro Barack Obama. A menos que a dupla fizesse equipa como não parece impossível depois do último debate televisivo em que ambos se apresentaram como excepcionalmente cordatos. (...)

Ferreira Fernandes disse...

MAIS MÚSICA DESTA, VOTO POR

por Ferreira Fernandes, in DN, 2008.02.05

Sou do tempo em que os carros americanos se chamavam Studebaker, Nash e Packard. Mas quando comecei a andar pelas auto-estradas americanas, em 1990, já se juntavam saudosistas nas estações de serviço ao aparecer uma dessas marcas. Os Toyotas, apesar do patriotismo, já convenciam até os produtores de batatas do Idaho. Definhando a General Motors, uma única América olhava de cima o resto do mundo: a dos espectáculos. E continua. Vejam o vídeo de apoio a Obama pelo grupo de hip hop Black Eyed Peas (já está no YouTube). Obama fala e, sobre o seu discurso, numa montagem extraordinária, vários artistas (a bela Scarlett , o cantor John Legend...) cantam a litania: "Sim, nós podemos." Não sei o que vai dar a votação de hoje. Mas que estas primárias já deram uma obra- -prima, deram. Vão dizer-me: políticos a darem-nos música é o que mais há. Desta qualidade, não. A mim impressionou-me. Mas, também é verdade, ando carente de políticos preocupados com a estética.