domingo, janeiro 27, 2008

Lê-se e não se acredita... (2)


Eleito Luís Filipe Menezes como líder do PPD/PSD acreditava-se que este assunto cairia no esquecimento, mas parece que não é bem assim...

No dia seguinte à substituição formal da assistente do processo na câmara municipal de Tavira, o
Diário de Notícias informa que Macário Correia "foi constituído arguido em Dezembro passado", assim como noutros processos em curso movidos por Teresa Sequeira e pela sua advogada, Vera Thellier. Passado mais de um mês, estranha-se que o Município ainda não tenha tido oportunidade de divulgar e esclarecer publicamente estas situações, mas deve ser coisa para acontecer nos próximos dias...

Em Agosto passado, entre o incrédulo e o desconfiado, a generalidade dos analistas de ocasião relembravam historietas antigas e inclinavam-se para um golpe baixo na corrida à liderança do PSD. Como escrevi na altura, parece que este caso vai mais além!

PS - Apesar de recusar quaisquer esclarecimentos ao Diário de Notícias, o presidente da câmara municipal de Tavira já admitiu à Lusa que "foi constituído arguido por alegado assédio sexual a uma jurista da autarquia, mas ressalvou que “isso não significa nada” do ponto de vista judicial."

5 comentários:

O Jumento... do dia disse...

Macário, o "engatatão"?

O facto de Macário Correio ter sido constituído por assédio sexual a uma jurista da autarquia de Tavira não me surpreende, foi evidente que quando as acusações saíram a público o autarca quase desapareceu apesar de ser porta-voz da candidatura de Marques Mendes. A forma como levou a funcionária a uma junta médica devido a alegados problemas psicológicos pareceu uma jogada evidente, diria mesmo um golpe baixo desastrado, tão desastrado que o resultado da junta só o prejudicou. Até trânsito em julgado Macário deve ser considerado inocente, mas tenho razões pessoais para ver a carreira política deste personagem acabar com a condenação por "engatatão". Sempre vai ter mais direitos de defesa do que os que ele aceitava quando era líder dum pequeno grupo da extrema-esquerda.

Magalhães Pinto disse...

PENSAMENTO DO DIA

Macário Correia, presidente da Câmara Municipal de Tavira e conhecido anti-tabagista, autor da célebre frase "beijar uma fumadora é como lamber o cinzeiro", é arguido judicial por alegado assédio sexual a uma jurista da Câmara. A qual, obviamente, não deve ser fumadora. Porque, se for, teremos de concluir que ele queria mesmo lamber o cinzeiro.

crackdown disse...

Macário, o assediador!

"Macário Correia, presidente da Câmara Municipal de Tavira, foi constituído arguido em Dezembro passado por alegado crime de abuso sexual, de que se queixa a chefe dos serviços jurídicos da autarquia, Teresa Sequeira, de 43 anos".
Um inovador, este Macário. Não só precedeu o fundamentalismo antitabágico em vários anos, como, a assediar, assedia logo uma quarentona! Acautelem-se, jovenzinhas, o Macário é um homem de causas e um precursor nato - se ele ataca uma tiazona, o vosso domínio tende a acabar.

Guerra Aberta disse...

Escândalo do dia

Macário Correia, presidente da Câmara Municipal de Tavira, o tal que dizia que dar um beijo numa fumadora era o mesmo que lamber um cinzeiro, foi constituído arguido num processo de assédio sexual, na pessoa de uma jurista da Câmara. O caso já tem uns meses, mas só hoje veio para os jornais.Hehehehe!Não consigo perceber como existem pessoas que ainda acreditam nestes falsos moralistas. Para mim, gajos como este, ou têm pilinha pequenina e são tarados, ou então são mal acabados. Por isso nunca me surpreendo.Agora só estou mesmo à espera que a advogadita assediada seja fumadora.Nesse caso, ele então já merecia levar com um cinzeiro bem grande e cheio de cinza pelo cu acima.

O Funcionário! disse...

Por acaso, ou talvez não, as duas senhoras em causa são fumadoras inveteradas, sendo a senhora chefe de divisão conhecida pelas escapadelas até ao Café Arcada para dar sequência ao vício.

Para quem não sabe, há muito que os cinzeiros foram banidos dos Paços do Concelho de Tavira.
Para quem não sabe, o Café Arcada fica defronte desse sítio presumivelmente muito saudável.

Para quem não sabe, consta que muitos já foram os funcionários da câmara sujeitos a processos disciplinares porque foram fotografados a fumar nessa e nas esplanadas vizinhas... durante as horas de serviço!