terça-feira, novembro 04, 2008

Uma experiência inovadora no bom caminho...


A Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) tem como principal objectivo dar resposta às necessidades das pessoas idosas e cidadãos em situação de dependência...



A implementação da RNCCI no Algarve iniciou-se com as experiências piloto em 2006 concretizadas nas seis Equipas de Cuidados Continuados Integrados (ECCI’s) nos domícilios e com base nos Centros de Saúde de Loulé (4 equipas) e de Silves (2 equipas).

Actualmente, existem 18 ECCI’s nos Centros de Saúde de Albufeira, de Faro (duas), Lagos, Loulé (quatro), Olhão, Portimão (duas), de S. Brás de Alportel (1), de Silves (duas), de Tavira, de Vila do Bispo/Aljezur e de Vila Real de Santo António/Castro Marim (duas), bem como uma Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos (ECSCP), que abrange os concelhos de Faro, Olhão e Tavira.

Em termos físicos, existem três Unidades de Convalescença em Loulé (20 camas), Portimão (19 camas) e Lagos (11 camas), duas Unidades de Média Duração e Reabilitação em Portimão (26 camas) e em Tavira (20 camas), seis Unidades de Longa Duração e Manutenção em Vila Real de Santo António (18 camas), Albufeira (20 camas), Silves (20 camas), Estombar (32 camas), Algoz (30 camas) e Faro (30 camas).

Desde 2006, os acordos existentes criaram 246 camas de internamento destinadas a cuidados continuados a pessoas idosas e dependentes, sendo 50 camas de convalescença, 46 camas para internamentos de média duração e 150 camas para internamentos de longa duração.
Uma experiência inovadora para ajudar quem mais precisa e que está no bom caminho!

1 comentário:

Bittersweet disse...

Então e para quando os cuidados paliativos? As pessoas têm cuidados continuados, mas quando estão nas últimas são "depositadas" em casa, ou então estas unidades que visam ajudar a recuperar os doentes acabam por fazer as vezes de unidades de cuidados paliativos.
EM Portugal continua-se a morrer sozinho e o problema tarda em resolver-se.
É claro que se tivermos dinheiro podemos sempre ir para um privado...