domingo, junho 29, 2008

Governo promete mais segurança


Depois do incidente no Portimão Arena, o ministro da Administração Interna veio ao Algarve garantir que a região vai continuar a ser um dos destinos turísticos mais seguro da Europa... e arredores!

Segundo a
RTP, o Algarve vai ganhar de 01 de Julho a 30 de Setembro mais 609 elementos policiais no âmbito da operação "Verão Seguro", contabilizando-se 419 elementos da GNR, 104 da PSP e 86 da Polícia Marítima...

Comentando os disparos ocorridos em Portimão depois do jantar do PS-Algarve onde havia participado José Sócrates, o ministro da Administração Interna garantiu que o autor da "brincadeira de mau gosto"
será apresentado à justiça. Em 2000, Fernando Gomes foi crucificado por afirmar que os autores do incêndio na discoteca Luanda seriam presos em poucas horas. Como será agora?!

2 comentários:

Anónimo disse...

Ve la se para proxima acertas .....

LG. disse...

“As virtudes de uma brincadeira de mau gosto”

por Luís Ganhão*, in Região Sul

Certamente por andar distraído, ainda não tinha dado pela existência da Governadora Civil de Faro, de seu nome Isilda Gomes, e da importância do seu estatuto na nomenclatura governativa.

Dei agora, ao passar os olhos pela imprensa e lido que, a propósito duns disparos que terão tido lugar nas imediações de um pavilhão donde meia hora antes José Sócrates havia saído, após ter participado num jantar de correligionários seus, a mesma terá concluído que o ocorrido não terá passado de «uma brincadeira de mau gosto», levada a cabo «por alguém que, depois de uma iniciativa com tanto sucesso, decidira brincar um pouco com a festa».

Com o devido respeito por tão insigne conclusão, não posso, contudo, ainda que na modéstia da minha opinião, deixar de achar que a brincadeira não terá sido de mau, mas, isso sim, péssimo gosto, ou não tivesse obrigado à deslocação para o local da ocorrência, não de dois simples GNRs, como aconteceu, tempos atrás, quando me «limparam» de casa a minha querida bicicleta a pedais e se limitaram a perguntar se eu queria ou não apresentar queixa (presumo que em papel reciclado, não por razões ecológicas, mas, meramente, orçamentais), mas de vinte e dois (!) inspectores da PJ, mais bombeiros com escadas «Magiruz», envolvidos em horas de investigação e com todos os custos daí decorrentes suportados com os meus impostos!

Tal como com os meus impostos me vejo a pagar o vencimento da Sr-ª Governadora Civil do Distrito de Faro, mais dos seus oficiais secretário, carro, telemóvel, etc.

Já agora, com a crise de emprego que vai por aí e como garante de que nenhum lugar deste vastíssimo território lusitano ficará sem tutela (des) governativa, por que não criar para os «militantes» mais uns cargos de Governadores Civis nas ilhas Berlengas, do Farol, Armona e Culatra, sendo que a do Pessegueiro, por ser mais pequena que as demais, poderia ser contemplada, apenas, com um Vice-Governador?

Post-scriptum – Penitencio-me, pois recordo, agora, que já ouvira falar da mesma e da sua importância na nomenclatura do Estado, justificativa dos meus impostos, quando meses atrás nos veio esclarecer/sossegar que já haviam sido caçados uns desgraçados africanos que, para não morrerem à fome, pretendiam dar o «salto» para a Europa e haviam dado à costa algarvia, pondo-se em fuga, tal como milhares de portugueses com «mala de cartão» o fizeram em tempos não muito recuados, nomeadamente, para França!

Última hora: A Sr.ª Governadora terá, entretanto, concluído, certamente após mais profunda reflexão, que o acto, afinal, para além de «brincadeira de mau gosto», terá, também, visado «chatear o PS».

Que «chatice»!

* Advogado