sexta-feira, fevereiro 23, 2007

Em Lagos, Pettachi finalmente...


O italiano Alessandro Petacchi venceu a 3.ª etapa da Algarvia, impondo-se ao “sprint” em Lagos e vingando-se das peripécias dos dois primeiros dias de prova, porém Bernhard Eisel arrebatou a "amarela"...

De acordo com o
Região Sul, o melhor "português" voltou a ser Martín Garrido, enquanto a equipa tavirense é a única portuguesa a marcar presença na classificação colectiva entre uma multidão de estrangeiras, sendo que o "super" Benfica queda-se pelo 9.º lugar...

Porém, a equipa algarvia viuse hoje desfalcada do búlgaro Danail Petrov e o jovem português Samuel Caldeira que, segundo
A Bola, foram esta manhã afastados da linha de partida após terem sido submetidos a controlo antidoping surpresa.

Ultrapassadas as dificuldades da serra de Monchique, amanhã é dia do pelotão vencer quatro prémios de montanha e, talvez, apanhar os primeiros banhos de multidão...

1 comentário:

OBSERVADOR disse...

COMUNICADO À IMPRENSA

Foi efectuado esta manhã, dia 23 de Fevereiro, um controlo sanguíneo no sentido de permitir detectar alterações sanguíneas que possam perturbar a saúde dos atletas ou indiciar práticas eticamente reprováveis no desporto.

Como é habitual, as equipas são sorteadas, e de um modo aleatório foi escolhida também a equipa Duja-Tavira, assim como mais cinco das vinte e quatro participantes. Após dois dias de competição, dois dos mais jovens atletas da Duja-Tavira apresentaram parâmetros com ligeiro desvio da normalidade, como pode verificar-se após a prática desportiva intensa. Parâmetros esses, cujos valores foram discordantes em análises de repetição efectuadas no momento.

Mesmo assim, como estipulado pela UCI, os atletas com esses desvios devem cessar a sua actividade competitiva por um período de quinze dias, tempo considerado necessário à reposição natural dos parâmetros.

Mais acrescentamos que todos os atletas da equipa Duja Tavira, participantes na Volta ao Algarve, foram submetidos a exames analíticos periódicos com resultados normais.

Assim, iremos aguardar os quinze dias de suspensão dos ciclistas Samuel Caldeira e Daniel Petrov, para que após novas análises se confirme a sua aptidão para a prática desportiva do ciclismo.

Lamentamos que alguns órgãos de comunicação social, desconhecendo por completo estes procedimentos, tenham transmitido a informação de forma lesiva para a imagem dos atletas e da equipa, pelo que, nestes casos, estudamos eventuais procedimentos judiciais.


Tavira, 23 de Fevereiro de 2007


A Direcção do Clube de Ciclismo de Tavira