domingo, março 22, 2009

Fica-lhe bem, mas...


O senhor Lucílio Baptista assumiu o erro cometido na final da Taça da Liga de futebol, mas parece que vai ficar tudo na mesma...

Em declarações sucessivas à SIC e à
Agência Lusa, Lucílio Baptista assume o erro e desmente aquilo que Marco Caneira disse ter ouvido da boca do auxiliar José Cardinal, sugerindo outras palavras. Afinal, segundo Lucílio Baptista, foi o outro auxiliar que confirmou o erro, apesar de estar a mais de cinquenta metros dos acontecimentos...

Pode não servir para nada, mas alguns adeptos do Sporting já lançaram uma petição para promover a repetição da final. Parece que há quem goste de sofrer, mas ninguém esquecerá a noite mais negra do futebol português nos últimos anos!

1 comentário:

OBSERVADOR disse...

Surreal!

O sr. Lucílio Baptista foi, na noite de domingo, ao jornal da noite da SIC brincar com os sportinguistas sobre um assunto demasiado sério para poder ser tratado desta forma.

Com efeito, o sr. Lucilio Baptista diz que marcou um penaltie fantasma a favor do Benfica no jogo de sábado, na final da Taça da Liga, por duas razões fundamentais:

- Porque acha que a mera alteração da trajectória da bola com um misterioso movimento de braço inexistente é suficiente para se marcar uma grande penalidade;

- Porque, pasme-se, o árbitro auxiliar que acompanhava o ataque do Sporting lhe confirmou que o lance em causa era passível da marcação de penaltie!
De resto tenta, de forma rudimentar, jogar com as palavras para interpretar de forma enviesada o célebre dialogo com o árbitro auxiliar que efectivamente acompanhava o lance e se encontrava no seu enfiamento. Essas declarações são graves demais e exigem uma imediata posição da Comissão de Arbitragem da Liga. Desta vez não chega o habitual argumento da infalibilidade dos árbitros.