quinta-feira, junho 04, 2009

Jamila Madeira de fora?!

A única candidata algarvia com hipóteses reais de ser eleita e permanecer no Parlamento Europeu pode... ficar de fora!

A três dias das eleições para o Parlamento Europeu, o PS mantém-se na liderança das intenções de voto, embora as diferenças entre os partidos da frente não ultrapassem os 5,3 por cento. De acordo com uma sondagem Correio da Manhã/Aximage, o PS reúne 36,2 por cento das intenções de voto contra 30,9 por cento do PSD, o que significa a eleição de nove deputados pelos socialistas e de oito pelos sociais-democratas, sendo os restantes cinco divididos pelo Bloco de Esquerda (2), CDU (2) e CDS (1)...

Tal distribuição de mandatos implicaria a saída da algarvia Jamila Madeira do Parlamento Europeu, onde foi a única representante da região durante os últimos cinco anos. Será que ainda estamos a tempo de mudar tal desfecho?! No domingo, votar é... VITAL!

3 comentários:

Anónimo disse...

caro Zé, votar e VITAL, não rima... terá que ficar por 'VITAL fatal'!

Anónimo disse...

Caro Zé,
Então essa veia isenta e democrática de ver a verdade, nem um post sobre os resultados das europeias, vamos meter a cabeça na areia?

"Quem dá o pão dá a vara"

O povo deu o pão e apanhou com a vara, agora o povo retribuiu, é uma ciência linear.

JG. disse...

Meu caro anónimo,

Acompanhámos os resultados das eleições para o Parlamento Europeu minuto a minuto no Facebook e no Twitter (comentários visíveis aqui ao lado ou mediante subscrição!), com a análise dos resultados em Tavira e no Algarve. Caso deseje, pode enviar-me um mail para jose.graca@gmail.com e devolver-lhe-ei um convite para subscrever ambos os serviços da Web 2.0.

Outras análises de carácter mais político serão feitas nos órgãos próprios, se e quando estes forem convocados pelos respectivos responsáveis, a nível local e regional. Porém, devo dizer-lhe que são as primeiras eleições de âmbito nacional que o PS perde em Tavira para o PSD e isso não é bom...

Nunca fiquei calado e ninguém condiciona o meu direito de expressão, por muitas ameaças cobardes que façam. O meu avô lutou por isso e devo-lhe esse respeito!

Como sempre, nestes e noutros processos, estou de consciência tranquila!